Campo Grande, 28 de novembro
27º C
(67) 99229-0519

Estado apresenta novos PLs para carreiras após negociação

Governo propôs tempo menor para classe especial e aumento salarial para PCMS

Por Thais Cintra
25/11/2021 • 19h00
Compartilhar

Incluso no plano de reestruturação de carreiras de servidores de Mato Grosso do Sul, está o aumento no salário dos bombeiros e policiais militares. Em reunião com representantes políticos na Alemsn (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul) nesta quinta-feira (25), o governador Reinaldo Azambuja, explicou que o projeto antigo foi retirado para adequação porque mexe na tabela, e quando isso ocorre tem que se partir do executivo. O Governo propôs tempo menor para classe especial e aumento salarial para PCMS (Polícia Civil de Mato Grosso do Sul)

“Ajustamos as discussões e pedidos das categorias e representantes legais, e agora eles o validam. Eu volto para a Alems com um novo texto para o projeto dos bombeiros e militares. São questões de interstício de tempo, havia uma certa resistência por parte dos servidores. Adequamos o que era possível sem ferir a lei de reponsabilidade fiscal. Votamos a lei da polícia (delegados, agentes, escrivães), para reajustar carreiras. Próximo passo é assinar e entregar ao presidente na próxima reunião”, finalizou.

Ainda de acordo com o governador, foi feita a adequação de  algumas carreiras de estado que nas reformulações de 2013, 2015 e 2016 ficaram se ter debate. “Tem categorias que possuem reajustes maiores, pessoas que ganharão 20% 25%. Todo mundo tem 10%, ativo, inativo e cargo em comissão. São carreiras para projetos específicos e que tem ganhos acima de 10%. Por isso o valor chega a R$ 1,25 bilhão de gastos com pessoal a mais no ano de 2022”, reforçou.

  

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande