RÁDIOS
Campo Grande, 30 de junho

Governo de MS anuncia convocação de 1,3 mil novos servidores públicos

O anúncio foi realizado durante o evento de entrega do Hospital Regional de Três Lagoas, nesta quinta-feira

Por Nyelder Rodrigues
23/06/2022 • 16h00
Compartilhar

O Governo do Estado entregou à população três-lagoense nesta quinta-feira (23) o Hospital Regional da cidade e, durante a solenidade, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) aproveitou para anunciar a convocação de 1.354 novos servidores públicos para ocupar 26 diferentes funções dentro da máquina estatal, em diversos setores.

Segundo o administração estadual divulgou, as homologações devem ser iniciadas já nesta sexta-feira (24), com convocações acontecendo entre segunda (27) e sexta-feira (1º). A previsão é que o aumento na folha salarial chegue a R$ 11 milhões mensalmente.

"Estou nomeando novos servidores estaduais. Não vai ficar nenhuma delegacia sem delegado. Com essas nomeações, o Governo do Estado irá reforçar a segurança dos presídios, as investigações policiais, melhorar o aprendizado dos nossos alunos, a fiscalização do Procon, o trabalho da Iagro e da Agraer, o atendimento à saúde e a atuação da procuradoria", discursou Reinaldo.

Ele completa ainda que todos os convocados são servidores que foram aprovados em concursos públicos para as funções de médico legista, perito criminal, papiloscopista, agente de polícia científica, delegado de polícia e policiais penais.

Outras funções beneficiadas são as de gestores de ações sociais, da pasta de Assistência Social, além de professores para a SED (Secretaria de Estado de Educação) e gestores, fiscais, assistentes e agentes fiscais para o Procon.

Por fim, a Iagro terá em seu quadro novos fiscais agropecuários - função exercida por agrônomos e médicos veterinários e a Agraer poderá contra com mais gestores de desenvolvimento rural, pesquisadores, gestores sócio-organizacionais, técnicos de desenvolvimento rural e agentes de serviços sócio-organizacionais.

Na área da saúde pública, a pasta responsável pelo serviço no Estado foi contemplada com nomeações de auditores, especialistas, assistentes e auxiliares de serviço de saúde e fiscais de vigilância sanitária, enquanto a CGE (Controladoria-Geral do Estado) terá novos auditores e a PGE (Procuradoria-Geral do Estado) novos procuradores.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande