RÁDIOS
Campo Grande, 13 de agosto

Mesmo com Covid em alta, campo-grandenses mantem viagens e turismo

Setor não registrou baixa procura ou quantidade significativa em cancelamentos de pacotes nos últimos dias

Por Thais Cintra
13/01/2022 • 18h00
Compartilhar

Diante do aumento no número de casos de covid-19 em Mato Grosso do Sul, agências de viagens e setores do turismo acompanham apreensivos o avanço da doença e se haverá impactos econômicos devido à nova onda pandêmica. 

Para o presidente da Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul (Fundtur), Bruno Wendeling, mesmo com mais casos de coronavírus, registrados nos últimos 15 dias, o segmento ainda não ‘sentiu’ reflexos negativos referentes a cancelamentos de pacotes, ou redução na procura por serviços. 

Segundo o gestor, apenas 3% do total de 3.500 voos realizados por semana em Campo Grande foram cancelados. “Só 115 voos foram cancelados recentemente, número muito baixo para impactar o setor economicamente. No passado, os números em relação às internações por covid-19 eram alarmantes, e o governo tomou medidas mais amargas para conter a disseminação da doença. Nesta mesma época em 2021, o cenário era mais crítico porque não havia vacinação contra à covid-19”, pontua. 

CBN: BANNER CBN EM AÇÃO DE 20.07 A 16.08
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O guia de turismo Carlos Iracy (63), que leva passageiros para conhecer pontos turísticos na Capital, diz que nos primeiros sete dias de 2022 fez uma média de quatro viagens, e que nesta semana ainda não realizou nenhuma. Para o profissional, a ‘baixa’ procura não está associada aos novos casos de covid-19 e sim pela época do ano, período que tende a permanecer com o movimento de turistas menor. 

“Nessa semana deu uma parada e não sei se é por conta das testagens positivas para a doença, mas até agora ninguém cancelou nada. Meu tour é privativo e neste período de férias atendo pessoas que estão indo e voltando para Bonito e região o Pantanal. Ainda não senti impacto negativo”, explicou. 

Na avaliação do diretor comercial da agência de viagens Reserva Feita, João Evaristo Esteves, ainda é cedo para afirmar se haverá aumento no número de cancelamentos de viagens pelas próximas semanas. Ele explica que das 1.082 viagens aéreas confirmadas em janeiro de 2022, apenas três foram canceladas. 

“As pessoas estão retomando as viagens devido à imunização contra à covid-19. A última semana de dezembro foi muito boa e houve bastante procura. Agora sobre a nova onda da doença, isso não se reflete no segmento. Para dizer que as pessoas não desistiram de viajar, tivemos apenas três cancelamentos recentemente, número muito baixo”, destacou. 

Ouça a matéria completa: 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande