RÁDIOS
Campo Grande, 26 de junho

Ônibus voltam às ruas depois de um dia de paralisação

Nova reunião vai discutir situação do transporte coletivo

Por Ingrid Rocha
22/06/2022 • 08h10
Compartilhar

Após audiência de conciliação no final da tarde de ontem (21), os ônibus voltaram a circular nas ruas de Campo Grande. Os motoristas paralisaram por um dia após não receberem o salário, eles esperavam o vale de 40% no dia 20, mas não veio.

Na reunião ficou decidido que o transporte coletivo volta a circular e os motoristas devem receber a outra parte do salário no dia 28 de junho, próxima terça-feira, com possibilidade de 30% de multa caso isso não ocorra. Além disso, o dia de paralisação será considerado dia de abono e não vai contar como falta.

Segundo o advogado do Consórcio Guaicurus, Felipe Barbosa, esse é um acordo momentâneo e a solução definitiva precisa da participação dos órgãos públicos.

TODAS AS PRAÇAS: BANNER FORUM CBN
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"É um acordo momentâneo. Ele [Consórcio Guaicurus] atrasa um pagamento que deveria ter sido feito ontem [dia 20 de junho] para a semana que vem, mas em tese não resolve o problema da empresa, ou seja, ele só conseguiu um tempo maior para conseguir operar o sistema de transporte sem novas interrupções. A resolução da definição definitiva demanda necessariamente uma intervenção dos órgãos públicos, principalmente do município e do Tribunal de Contas para se fazer valer o pacto firmado entre a empresa, o município e os órgãos envolvidos para que o contrato seja estudado e reequilibrado.".

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Coletivo Urbano de Campo Grande, Demétrio Freitas, disse que a data escolhida para o pagamento não era o que os motoristas esperavam, mas que com a limitar do TRT determinando a volta de 80% das linhas, eles teriam que retomar o trabalho de qualquer forma.

"Foi sugerida uma proposta, mas não é o que a gente queria, a gente queria que esse pagamento fosse feito amanhã [dia 22 de junho]."

Uma nova reunião foi agendada para a próxima sexta-feira (25) com a Prefeitura, Consórcio Guaicurus e outros órgãos para discutir a situação financeira da empresa e o contrato com o Município. As partes não descartam a possibilidade de aumento na tarifa de ônibus, mas disseram que vão buscar evitar.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande