RÁDIOS
Três Lagoas, 28 de fevereiro

Conselho Tutelar de Três Lagoas orienta sobre cuidados com as crianças no carnaval

Pais e responsáveis devem estar atentos aos filhos durante a folia

Por Any Galvão
07/02/2024 • 11h13
Compartilhar

Nesta quarta-feira (7), a coordenadora do Conselho Tutelar de Três Lagoas, Mirian Herrera Hahmed, participou do programa RCN Notícias, da TVC HD, Canal 13.1, para falar sobre os cuidados com as crianças durante o carnaval.

Herrera enfatizou a importância de os pais ou responsáveis estarem atentos e não permitirem que os filhos consumam bebidas alcoólicas. O Conselho Tutelar estará realizando fiscalizações para garantir que não haja venda de álcool para adolescentes em barracas.

A coordenadora disse ainda que as crianças e adolescentes podem participar do carnaval à noite, desde que estejam acompanhados pelos responsáveis, o que também se aplica às matinês. Até os 18 anos incompletos, os pais são legalmente responsáveis pelos filhos, e qualquer incidente envolvendo menores será de responsabilidade dos pais perante a lei.

JPNEWS: BANNER RCN NOTICIAS PATROCINADO ATUALIZADO 23.02.2024
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Mirian alertou sobre a prática comum de venda de bebidas alcoólicas para menores de idade, destacando que os adolescentes muitas vezes pedem a pessoas maiores de idade para comprar bebidas para eles, resultando em responsabilidade legal para quem vende e entrega as bebidas aos menores.

A orientação para os vendedores é de que sempre solicitem documentos com foto para verificar a idade dos compradores, pois alguns adolescentes estão falsificando a idade nos documentos. Em eventos onde há presença de bebidas alcoólicas, adolescentes com mais de 16 anos e documento com foto podem estar presentes, exceto quando a bebida está incluída no convite da festa, o que é restrito apenas a maiores de 18 anos.

Confira a entrevista completa abaixo:

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews Três Lagoas