Três Lagoas, 22 de setembro
28º C
(67) 99229-0519

‘Gastos são iguais a unhas, devemos cortá-las constantemente’, diz economista

Economista e professor da UFMS fala da importância de se economizar para evitar o desperdício do rico dinheirinho

Por Ana Cristina Santos
15/08/2021 • 13h00
Compartilhar

Hoje, mais do que nunca, temos que prestar a atenção no nosso bolso. Grande parte dos brasileiros vive momentos difíceis em suas finanças pessoais e familiares. A questão da vez é: como é possível o cidadão comum encontrar possibilidades de economia em suas ações, escolhas e hábitos de consumo?

O professor de Economia da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Campus de Três Lagoas, Marçal Rogério Rizzo, destaca alguns pontos que vivenciamos no nosso cotidiano e não nos damos conta de que podemos estar desperdiçando nosso rico dinheirinho.  

Qual é a primeira atitude que devemos ter para conseguir economizar?
Primeiro ponto: anote e analise todos os ganhos e gastos ao longo de um mês, assim, terá um diagnóstico preciso de suas finanças. As finanças pessoais e familiares não são constantes, elas mudam conforme se altera os hábitos de consumo, o comportamento das pessoas e mesmo os preços dos produtos e serviços. Dessa forma, ao menos um mês ao longo do ano é necessário fazer esse raio-x das finanças. Tenha certeza, todos nós temos alguns itens de consumo desnecessário que aparecerão neste diagnóstico. Tem uma frase que faz todo sentido: “Gastos são iguais a unhas, devemos cortá-las constantemente”.

Qual deve ser a segunda atitude?
Dar mais atenção as compras parceladas. As propagandas tentam convencer que não há juros nas compras a prazo, contudo isso não é real. Se não houver pressa na aquisição do bem e não estiver vivendo a pressão inflacionária, tente juntar dinheiro para comprar à vista e negociar um melhor preço. Ainda temos que lembrar que parcelas também vencem e tem que ser pagas. 

A pesquisa deve fazer parte das nossas atitudes para esse processo de economia?
Sim. Pesquise antes de comprar. Hoje a internet possibilita a facilidade da pesquisa rápida sem sair de casa. Há sites que já apresentam opções de produtos, de preços e em várias lojas. Use a pesquisa como sua aliada para economizar.

Para comprar pela internet, o que precisa ser levado em consideração?
Considere o preço cheio nas compras pela internet, ou seja, o preço do produto mais o valor do frete. Ver somente o preço do produto pode induzir ao erro. Ainda em se tratando de compra pela internet, avalie se o que está comprando realmente é necessário, pois a internet passou a ser um shopping de fácil acesso dentro de nossas casas. Compras desnecessárias e indisciplinadas fazem mal para as finanças pessoais e familiares.

Os cuidados com as promoções são importantes?
Evite cair nos festivais das promoções. Esse é um ponto que merece ser observado. Todos os dias nos deparamos com dezenas de promoções na internet. Se acharmos que são oportunidades imperdíveis certamente iremos nos endividar comprando produtos desnecessários. Tenha disciplina e foco em suas compras. As vezes temos que seguir a máxima de que se eu não comprar nada, o desconto será maior!

O porque o senhor sugere que cada pessoa faça um auto avaliação?
Há pessoas que tendem a gastar a partir da exposição ao mundo das compras, uma volta no shopping ou mesmo em lojas de rua já é o suficiente para gastar de forma desnecessária, já que não possuem autocontrole.  Pessoas que não tem controle sobre si mesma, ou seja, se auto sabotam deverão evitar a ida ao shopping ou nas lojas de ruas. Se forem criem formas de se controlar. Decisões de compra tem que ser tomada com calma e de forma racional para não se endividar.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews

VEJA MAIS