RÁDIOS
Campo Grande, 27 de maio

Campanha leva conscientização sobre assédio e discriminação no ambiente de trabalho

Só no ano passado, em Mato Grosso do Sul foram registradas 809 ações com pedidos de indenização por dano moral

Por Karina Anunciato
01/05/2024 • 10h00
Compartilhar

No Dia do Trabalhador, dentro do Jornal CBN CG, nós conversamos com a juíza do trabalho e presidente da Comissão de Combate ao Assédio Moral do Tribunal Regional do Trabalho de Mato Grosso do Sul (TRT/MS), Déa Marisa Brandão Cubel Yule. Em conscientização a data, está sendo realizada a Semana de Combate à Violência, Assédio e Discriminação, com o tema "Violência, assedio e discriminação, não. Respeito, sim!".

De acordo com a juíza, só em 2023, no estado foram ajuizadas 809 ações com pedido de indenização por dano moral por trabalhadores. Deste total, 66 ações são de assédio sexual.

“O assédio moral está entre os assuntos mais recorrentes na Justiça do Trabalho. Basicamente são dois tipos: moral e sexual. O assédio moral é caracterizado quando o dano psicológico é reiterado, prolongado pelo tempo, pode ser vertical ou horizontal; no assédio sexual a ação é vertical, sendo praticado por um superior contra um subordinado que busca tirar proveito sexual desta relação de subordinação”. 

Em Mato Grosso do Sul, a Semana de Combate à Violência, Assédio e Discriminação está sendo realizada entre os dias 29 de abril e 3 de maio. A campanha promoverá ações de capacitação e de sensibilização para magistrados/as, servidores/as, estagiários/as e aprendizes, como também levará informações para a sociedade sobre as formas de assédio e discriminação e como denunciar tais violações de direitos. Acompanhe a entrevista.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande