Campo Grande, 22 de setembro
29º C
(67) 99229-0519

De olho em Paris, Yeltsin quer aumentar coleção de medalhas

Multicampeão também vai em busca de novo recorde no atletismo

Por Isabelly Melo
10/09/2021 • 16h00
Compartilhar

Dono do recorde mundial nos 1.500m da T11 (3min57seg60m) nos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020, o campo-grandense Yeltsin Jacques não quer parar por aí não. Em entrevista a Rádio CBN Campo Grande, Yeltsin afirmou que já está estudando as estratégias para a próxima Paralimpíadas, que acontecerá em 2024 na cidade luz, Paris.

“O nosso foco é Paris e Los Angeles. Então, a gente pretende trazer mais sete anos de muito orgulho para o Brasil. Com medalhas e grandes conquistas. Vamos firmes até Paris, depois até Los Angeles 2028 e quem sabe, até 2032 com resultados expressivos para o Brasil”, revelou empolgado.

A curto prazo, Yeltsin já está se preparando para o mundial do próximo ano e ainda o Parapan em Santiago, capital do Chile. “Eu posso prometer que o trabalho vai ser feito, continuar com qualidade e vamos trazer mais e mais orgulho para o Brasil, essa sensação maravilhosa que sentimos”, garantiu o campeão.

Destaque no atletismo paralímpico em Tóquio, Yeltsin voltou para casa com dois ouros, um nos 1.500m e outro nos 5.000m da T11. Na companhia dos guias Carlos Antônio e Laurindo Nunes, o campeão chamou atenção do mundo todo, trazendo muito orgulho para Mato Grosso do Sul, e reforçou a importância dos parceiros.

“O guia além de ser um grande atleta, ele tem que ter o dom, e o Laurindo e o Bira tem esse dom. Agradeço a eles”, disse Yeltsin. Confira a entrevista completa:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande

VEJA MAIS