RÁDIOS
Campo Grande, 22 de abril

DOF apreende 150 kg de maconha e prende dupla em Iguatemi

Operação conjunta frustra tráfico de drogas para Santa Catarina

Por Fernando de Carvalho
03/04/2024 • 10h30
Compartilhar

Policiais Militares do Departamento de Operações de Fronteira (DOF) prenderam, na madrugada de terça-feira (02), um homem de 18 anos e um rapaz de 22 anos, que transportavam 150 kg de maconha em um Ford Fiesta. A dupla seguia para Joinville (SC) quando foi interceptada na rodovia MS-295, em Iguatemi.

Os militares realizavam um bloqueio policial na rodovia, quando deram a ordem de parada para o condutor do Fiesta, que ignorou e acelerou, iniciando uma perseguição em alta velocidade. Mesmo com sinais sonoros e luminosos, o homem continuou fugindo, colocando em risco a própria vida e a dos demais usuários da rodovia.

A fuga só teve fim quando o veículo colidiu com postes de cerca na área urbana de Iguatemi. Os suspeitos, alterados e agressivos, tentaram resistir à prisão, mas foram contidos e algemados pelos policiais. O passageiro, que se queixava de dores na perna, foi encaminhado ao pronto-socorro para atendimento médico.

CBN: BANNER PRONCOR - DE 22.04.2024 A  06.05.2024
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No interior do veículo, os policiais encontraram diversos volumes prensados de maconha, totalizando 150 kg da droga. Questionados sobre a origem e o destino da carga, os suspeitos informaram que foram contratados para buscar a maconha em Tacuru e levá-la para Joinville (SC).

A ocorrência foi registrada na Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira (Defron), em Dourados. O prejuízo estimado ao crime foi de R$ 394 mil.

A operação faz parte do Programa Protetor das Fronteiras e Divisas, uma parceria entre a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), o Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJ) e o Exército Brasileiro, no âmbito da Operação Ágata Fronteira Oeste II.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande