RÁDIOS
Campo Grande, 21 de maio

Frente fria deve derrubar temperatura em até 5º graus em MS

Instabilidade começará na quinta-feira (27) e poderá se manter até o final de semana

Por Marcus Moura
25/01/2022 • 12h15
Compartilhar

Uma frente fria deve derrubar as temperaturas em Mato Grosso do Sul a partir de amanhã (26), conforme dados do Cemtec/MS (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima). A previsão é que os termômetros registrem queda média de 5º graus até quinta-feira (27), cenário que deve se manter até o final de semana.

“A previsão é de chuvas de intensidade moderada a forte e tempestades acompanhadas de raios, rajadas de vento e eventual queda de granizo devido ao avanço do cavado frontal, aliado a passagem de perturbações atmosféricas, aquecimento diurno e disponibilidade de umidade”, informa a meteorologista do CEMTEC/MS, Valesca Fernandes.

Devido à frente fria, as temperaturas devem cair em média 5 graus Centígrados até a quinta-feira (27), podendo permanecer amenas durante o fim de semana. A mínima em Campo Grande deve ficar em 22 graus Centígrados e a máxima, em 28ºC. “Destaque para as regiões Sudoeste, Pantaneira e Centro-Norte do Estado, onde pode ocorrer acumulados de chuvas significativos, acima de 40 milímetros em 24h.”

Essa variação na temperatura tem origem no fenômeno La Niña que ocorre no outro lado do Continente, na Costa do Oceano Pacífico. “Os efeitos do La Niña no Brasil são chuva acima do normal no Nordeste e abaixo da média no Sul. Além disso, favorece as altas temperaturas em Mato Grosso do Sul e nos estados do Sul do país”.

Ontem (24), Porto Murtinho registrou a maior temperatura do Estado com 39ºC. Em Campo Grande fez 33ºC.  Nas demais regiões o calor também esteve presente: 30°C em Sonora, 34 em Paranaíba e Corumbá, 35 em Três Lagoas, 37 em Dourados e 38 em Sete Quedas. (Com assessoria)

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande