RÁDIOS
Campo Grande, 23 de maio

Governo de MS instala 13 bases dos bombeiros para combater incêndios no Pantanal

Ações visam prevenir e combater queimadas na região, com foco em áreas de difícil acesso

Por Fernando de Carvalho
15/05/2024 • 10h00
Compartilhar
TODAS AS PRAÇAS: BOX INTERNA NESCAU ATÉ 31.12.24

Para combater de forma eficiente os incêndios florestais no Pantanal de Mato Grosso do Sul, o Governo do Estado, por meio do Corpo de Bombeiros Militar (CBMMS), iniciou a instalação de 13 bases avançadas no bioma. As bases, estrategicamente posicionadas em áreas de difícil acesso, permitirão um tempo de resposta mais rápido e eficaz no combate às chamas, minimizando os danos causados ao bioma.

A instalação das bases, que teve início na terça-feira (14), está sendo realizada de forma simultânea por via terrestre e fluvial. Equipamentos e suprimentos foram enviados por barca para quatro bases localizadas em Jatobazinho, Barra do São Lourenço, Redário e Santa Mônica. Nesta quarta-feira, três bases foram estabelecidas por terra na fazenda Novo Horizonte, Forte Coimbra e Campo Lourdes. As seis bases restantes serão instaladas na próxima semana.

Na Barra do São Lourenço os bombeiros recebem reforço de estrutura, pois o local já tem uma equipe em atuação desde o fim de abril, montada antecipadamente por conta de um incêndio da divisa com o estado do Mato Grosso.

TODAS AS PRAÇAS: BANNER BRILHANTE ATÉ 31.12.24
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cada base avançada contará com estrutura completa para garantir a permanência das equipes do CBMMS durante todo o período de temporada de incêndios florestais. A estrutura inclui caixas térmicas, mini geladeiras, motor, moto-gerador, equipamentos de combate a incêndios, utensílios de cozinha e veículos para deslocamento nas áreas, além de viatura de transporte de água.

"Com a nossa presença no local, caso aconteça um incêndio, a resposta é muito mais efetiva. A gente já vivenciou isso duas semanas atrás quando monitoramos o incêndio do lado do Mato Grosso. O trabalho no local já teve resultado positivo. A resposta aconteceu, a gente já viu que funciona. Agora é só estabelecer as demais bases com o intuito de levar principalmente prevenção. Mas se caso acontecer (um incêndio), estaremos mais perto com equipamento, viaturas e pessoal especializado", disse a tenente-coronel Tatiane Inoue, diretora de Proteção Ambiental do Corpo de Bombeiros Militar, responsável pelo monitoramento e ações de combate aos incêndios florestais no Estado.

De acordo com o programa Queimadas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), foram registrados 1.079 focos de calor em Mato Grosso do Sul em 2024. Apenas no Pantanal sul-mato-grossense, foram 398 focos, correspondendo a 36% dos incêndios do estado.

*Com informações do Governo de MS

CLIQUE AQUI e siga nosso canal de notícias no WhatsApp.

Para sugerir pautas ou enviar vídeos e imagens, 
salve nosso número 67 9932 3500

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande