RÁDIOS
Três Lagoas, 21 de maio

Cães soltos na rua geram alerta e preocupam moradores no bairro Novo Oeste

Situação se agrava quando esses animais atacam ciclistas, motociclistas, pedestres e, especialmente, crianças

Por Any Galvão
11/04/2024 • 09h53
Compartilhar
TODAS AS PRAÇAS: BOX INTERNA NESCAU ATÉ 31.12.24

Em Três Lagoas, os moradores do bairro Novo Oeste e arredores têm reclamado sobre a superpopulação de cães e gatos nas ruas e solicitam uma intervenção do poder público para lidar com a questão.

Os animais de rua, que antes possuíam lares, agora perambulam pelas vias do bairro, compartilhando o espaço com os moradores locais. Seja em grupos ou sozinhos, esses cães são frequentes na região, muitas vezes revirando lixo não recolhido e gerando transtornos para os residentes.

A dona de casa e moradora do bairro, Flávia Bezerra de Lima, afirma que a situação tem gerado transtornos. “Tem bastante cachorro e gato solto. As pessoas abandonam e eles ficam arrastando lixo pelas ruas, além de morderem as crianças, fica até difícil no horário escolar. Os carros também atropelam e os animais ficam jogados na via, causando mal cheiro”.

JPNEWS: BANNER  CASA DOS SONHOS CONTR. 28807 01.02 A 31.10.2024 ATUAL. 05.04.2024
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A situação se agrava quando esses animais atacam ciclistas, motociclistas, pedestres e, especialmente, crianças. Os moradores relatam experiências de perseguição por parte dos animais e temem por acidentes mais graves. O vigilante Jet de Souza relata já ter sido perseguido pelos cães. “Já fui bastante, tanto a pé quanto de bicicleta os cachorros ficam atrás. É perigoso, tem o risco de cair e até de ser mordido”.

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), da Secretaria Municipal de Saúde, esclarece que não realiza a coleta de animais de rua sem um tutor responsável, exceto em casos de animais agressivos. Quando solicitado, o serviço pode recolher o animal para ficar em observação em na própria sede. Além disso, o CCZ oferece a possibilidade de solicitar exames de leishmaniose animal através do contato (67) 99251-1668 (apenas ligações).

Confira a reportagem abaixo:

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews Três Lagoas