RÁDIOS
Três Lagoas, 24 de abril

Índice de leishmaniose é alto em quatro bairros

Três Lagoas se aproxima dos 100 casos nos dois primeiros meses do ano

Por Emerson Willian
24/02/2024 • 17h00
Compartilhar

Em Três Lagoas, segundo levantamento do Centro de Controle de Zoonoses, quatro bairros apresentam alto índice de contaminação pela leishmaniose, sendo eles: Vila Alegre, Jardim Paranapungá, Jardim Oiti e Alto da Boa Vista. O órgão aponta um aumento na incidência de casos nos últimos oito anos. Nos dois primeiros meses do ano, já foram registradas 94 contaminações em animais e uma em humano.

Um homem de 55 anos foi contaminado em janeiro. Ele ainda está em tratamento contra a doença e atualmente se encontra em repouso domiciliar, sendo observado pelas equipes de saúde, mas o quadro é estável.

Como resposta ao problema, a Secretaria Municipal de Saúde prepara ações nestes bairros, como a realização de exames, microchipagem, aplicação da vacina antirrábica e orientações sobre a doença e seus efeitos aos moradores, ainda sem datas definidas.

JPNEWS: BANNER RCN NOTICIAS PATROCINADO ATUALIZADO 27.03.2024
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A leishmaniose é transmitida pelo mosquito palha, que é encontrado em locais onde há materiais orgânicos em decomposição, como folhas, madeira, frutas apodrecidas e fezes de animais.

Em caso de suspeita da presença do mosquito na residência, os moradores podem solicitar a armadilha de captura do inseto, de forma gratuita, através do setor de entomologia, pelo telefone: (67) 3909-1803.

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews Três Lagoas