TRÊS LAGOAS

Três Lagoas, 05 de agosto
22º C
(67) 99229-0519
JPNEWS: CMTL AGOSTO PI 1524

Nissan faz testes do Kicks e-Power

Carro deve chegar às lojas da marca apenas em 2020, mas já chama a atenção por novidades tecnológicas de motorização

Por Valdecir Cremon
19/01/2019 • 10h28
Compartilhar

O consumidor brasileiro não terá de esperar muito mais tempo para aproveitar a chance de dirigir um Kicks e-Power. O modelo que já roda no País desde 2016 com motorização flex, será lançado por aqui pela Nissan em 2020. O SUV elétrico, inclusive, já estaria com a nova tecnologia em fase de testes em terras brasileiras.

Informação que a Nissan prefere não confirmar, por enquanto. 

Confirmando a informação, a Nissan dará um longo passo para ofertar uma segunda opção com motor elétrico ao motorista brasileiro, além do Leaf, lançado no País há oito anos.

Primeiramente, a fábrica pode “apenas” substituir o motor a combustão pelo elétrico, além de todos os demais acessórios necessários. Ao menos é isso o que fica claro nas opções em teste, que carregam as mesmas linhas dos que rodam a etanol ou gasolina. 

Sem acrescentar muitos detalhes, exatamente para não tornar o modelo caro, o Kicks e-Power terá acabamento de qualidade e assessórios eletrônicos também semelhantes. A ideia é trazer ao Brasil a estratégia usada na produção do Note, que roda no Japão.  Graças à tática, o hatch levou a Nissan de volta ao topo de vendas do mercado daquele após amargar posições abaixo por 50 anos. 

O Note e-Power japonês possui um propulsor a gasolina ou etanol como gerador da eletricidade que alimenta o motor elétrico. A tecnologia promete economia de eletricidade e de combustível. 

Para 2021, a fábrica prepara o lançamento de um semiautônomo dotado do sistema Propilot - dispositivo que faz um carro  elétrico acompanhe o fluxo de tráfego, acelerando e freando sozinho, além de permanecer sempre dentro da faixa de rolamento. 

Para o e-Kicks, a Nissan não dá nenhuma outra informação. Por enquanto.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews Três Lagoas

VEJA MAIS