RÁDIOS
Três Lagoas, 26 de junho

Saint Patrick e a cerveja

Dia 17 de março! Dia de São Patrício! E o que será que um santo padroeiro da Irlanda tem a ver com cerveja? Euuuu te conto:

Por Flávia De Souza (Flavinha do Beer)
17/03/2022 • 13h23
Compartilhar

 Nascido em terras inglesas, vivia o auge dos seus 16 anos até que... tcharam... foi capturado por vikings e vendido como escravo para a Irlanda lá no ano de 400 e bolinha... 

Ficou 6 anos na mão do seu dono, pastoreando ovelhas, cuidando do plantio das terras, e numa bela noite – ou dia - foi resgatado pelo exército romano e realocado num mosteiro onde hoje é a região da França.

Ali ele decididamente encontrou a fé católica, se tornou bispo, e recebeu um chamado divino durante um sonho: voltar para a Irlanda na tentativa de unir as duas culturas: o cristianismo e a cultura celta pagã.

TODAS AS PRAÇAS: BANNER FORUM CBN
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O quêeee?

Como assim?

E os vikings?

E o cativeiro?

Mas São Patrício, segurando na mão de Deus, foi em paz - Não sei o porquê, mas essa parte da história me lembra muito o relacionamento do viking Ragnar Lodbrok com o monge Athelstan na série Vikings - Voltando... e foi muito bem aceito justamente por não erradicar os símbolos da cultura celta como, por exemplo, aquela plantinha chamada trevo, usado como um catalisador de cura e saúde pelos celtas, pois a planta representava a Deusa Airmid, deusa da medicina. Quem já viu nas festas de Saint Patrick o uso de trevos na decoração, nas roupas, nos acessórios? Pois é, pois é, pois é... São Patrício utilizava o trevo de três folhas para ensinar sobre a Santíssima Trindade.

Lá, ele viveu seu sonho e faleceu aos 74 anos no dia 17 de março de 461 ao que tudo indica, de morte morrida e não de morte matada, segundo algumas pesquisas históricas.

Seu exemplo de compaixão e seus ensinamentos unindo as duas culturas o tornaram uma lenda.

Então em 1903 foi decretado feriado santo nacional na Irlanda na data da sua morte, 17 de março, né. Com o passar dos anos o governo viu uma ótima oportunidade de atrair turistas e movimentar a economia. Daí a cor verde começou a representar o nacionalismo irlandês... O folclore celta começou a ganhar destaque: duendes, potes de ouro, arco íris... A comemoração da data foi crescendo, crescendo, crescendo e se tornou uma grande festa em vários pontos do planeta, com direito a desfiles quilométricos e até fontes e rios coloridos de verde.

E a cerveja, ahhh, a cerveja, antes proibida em dias santos passou a ser permitida apenas nesse feriado. E um detalhe: é bem no meio da quaresma, época em que boa parte da população se dedica à abstinência de bebidas alcoólicas. Só que... lembra que eu acabei de falar que só nesse feriado pode? Então... vamo pá galéeeeraaa! A data virou um tipo de descanso da abstinência, tornando o consumo de cerveja hahahahah quase que “obrigatório” nesse dia, principalmente o da cerveja Guinness, a Dry Stout mais famosa do mundo, criada em Dublin, na Irlanda.

Slàinte!

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de Revista SE7E