RÁDIOS
Campo Grande, 17 de agosto

Alexandre de Barros destaca setores digital, químico, mecânico e biológico na evolução do agronegócio

Empresário vai contextualizar o cenário macroeconômico da economia durante o 1º Fórum RCN de Economia, nesta terça-feira

Por Isabelly Melo
28/06/2022 • 10h37
Compartilhar

Em entrevista à Rádio CBN Campo Grande nesta manhã (28), o empresário Alexandre de Barros, um dos palestrantes do 1º Fórum RCN de Economia, falou sobre o cenário econômico nacional e estadual.

O especialista destacou quatro pilares que formaram a potência do agronegócio nacional: setor mecânico, biológico, químico e digital, e disse que Mato Grosso do Sul tem uma série de atributos necessários para se conectar ao mundo.

“Do ponto logístico está muito bem posicionado, não está muito longe dos portos, teremos a Rota Bioceânica, temos os investimentos na celulose, a demanda por grãos e as possibilidades da carne vermelha que o leste europeu jamais vai conseguir bater”, afirmou. 

Alexandre pontuou ainda que o Brasil como potencia verde tem alta capacidade produtiva, além da preocupação com o meio ambiente, valores encontrados em larga escala no estado.

O palestrante falará ainda sobre ações internacionais que impactam diretamente na economia mundial e, portanto, nacional. “A guerra da Rússia com a Ucrânia vai promover um reequilíbrio das forças com o mundo todo, a nível econômico”, afirmou.

Evento

O Fórum começa às 14h desta terça-feira, com expectativa de reunir 600 pessoas na Aliançados Arena. O evento terá quatro horas de duração, divididas entre a abertura, palestras, coffee break e painéis, sendo o encerramento às 18h, sob o comando de Natuza Nery, considerada uma das mais influentes jornalistas brasileiras no meio político e econômico.

Além de Alexandre de Barros, o evento contará ainda com a participação de Zeina Latif e Antônio Maciel Neto, executivos e consultores renomados na economia brasileira e internacional.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande