RÁDIOS
Campo Grande, 22 de julho

Bitto Pereira é eleito presidente da OAB/MS

Candidato da situação venceu opositoras Rachel Magrini e Giselle Marques

Por Marcus Moura
19/11/2021 • 18h19
Compartilhar

O advogado Bitto Pereira, da chapa 22, venceu as eleições para presidente da OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Mato Grosso do Sul) e a partir de 2022 vai comandar a instituição pelos próximos três anos. Candidato da situação, ele teve o apoio do atual presidente da Ordem, Mansour Karmouche.

O candidato recebeu 4.397 votos. Rachel Magrini, da chapa 11, conquistou 3.775 votos, e Giselle Marques, chapa 33, 397 votos. Ouça:

CBN: BANNER UNIMED CAMPANHA RIBAS PI 4391.2 02.07 A 31.07
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Entrevista CBN

Durante a rodada de entrevistas promovidas pela CBN Campo Grande com os candidatos ao comando da Ordem, Pereira, que já foi presidente da Comissão da Jovem Advocacia de MS e do Instituto dos Advogados de MS, e tem uma carreira, desde o início, ligada à jovem advocacia, defendeu a garantia de direitos constitucionais.

"Ao longo de 90 anos de história, a OAB sempre esteve presente em momentos mais críticos. A OAB tem o estatuto de advocacia que delimita claramente qual o papel da entidade. A ela cabe defender a Constituição, as garantias individuais. Temos uma lei que determina qual o papel da entidade. Então, a sociedade pode ter sempre a convicção que os momentos em que a OAB tem que se posicionar em defesa da população ela estará presente", destacou.

Pereira salientou ainda a importância da OAB ser apartidária. "É institucional cuidar das pautas de interesse da sociedade. Para ter grandeza, a OAB precisa ser apartidária, sem interferência de partidos políticos", salientou o candidato lembrando que ele não tem filiação partidária. "A OAB não tem que meter em discussões partidárias, mas cuidar das pautas de interesse da coletividade como sempre fez e continuará fazendo na minha gestão", pontuou.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande