RÁDIOS
Campo Grande, 28 de maio

Helicóptero é levado ao hangar do Governo para perícia

Equipes da Dracco, Cenipa, FAB e Corpo de Bombeiros estiveram durante a manhã no local

Por Gerson Wassouf
19/04/2024 • 09h00
Compartilhar

Após mais de três horas de trabalho foi realizada, na manhã desta sexta-feira (19), a retirada do helicóptero que estava caído ao lado da pista do pouso no Aeroporto Santa Maria, em Campo Grande. A queda da aeronave ocorreu ontem após pane no motor e pouso forçado realizado pelo piloto com manobra de emergência.

Equipes do Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (Dracco), do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) e da Força Aérea Brasileira (FAB) fizeram a remoção do helicóptero junto ao Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul para o hangar do Governo do Estado onde será continuado o processo de perícia.

"São providências iniciais, são necessárias, nós estamos fazendo todo o atendimento inicial, nesse momento a gente acompanha e complementa nossas perícias junto com o pessoal do Cenipa, que é o que hoje está responsável, a gente fez a remoção da aeronave e agora a gente vai fazendo todo o entendimento do que aconteceu, mas ainda é muito cedo para a gente falar alguma coisa, é complexo e a gente precisa trazer todas essas informações para que a gente possa ter o entendimento do que aconteceu", explicou a delegada Ana Cláudia Medina, titular do Dracco.

CBN: BANNER KAMPAI 03 14.05 A 31.05.2024
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ainda não há expectativa para o fim da perícia, e a delegada complementou que "a aeronave continua no hangar do estado onde será feita a perícia na parte interna, sob responsabilidade do Cenipa".

A Queda

No momento da queda do helicóptero, no final da manhã desta quinta-feira (19), quatro militares estavam a bordo, sendo dois pilotos (coronéis da PM) e dois passageiros que não tiveram a patente informada. Três saíram ilesos e um deles teve ferimentos leves, sendo atendido ainda no local pelo Corpo de Bombeiros, instantes após o acidente. Ele foi encaminhado para o hospital dos servidores públicos estaduais e o estado de saúde ainda não foi atualizado.

De acordo com nota oficial do Governo do Estado, emitida ontem após o acidente, a aeronave "estava há 20 minutos no ar, em um voo semanal de giro realizado para preservação do equipamento. Durante o voo, feito nas redondezas do Santa Maria, o motor sofreu uma pane e os pilotos realizaram uma manobra de emergência chamada autorotação foi realizada pelos pilotos para que o pouso ocorresse na lateral da pista do aeródromo. Contudo, ao tocar o solo, o helicóptero pilonou - nome para uma espécie de capotagem - e acabou ocasionando o acidente. Como já estava em solo, a gravidade do ocorrido foi reduzida consideravelmente", finaliza a nota.

SAIBA MAIS

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande