RÁDIOS
Paranaíba, 29 de junho

Médicos pedem demissão e Santa Casa de Paranaíba enfrenta falta de profissionais

Direção do hospital alega que demissões não afetaram atendimentos no Pronto Socorro

Por Alex Santos
18/06/2022 • 06h55
Compartilhar

Alegando necessidade de reajuste salarial, além de problemas e projetos pessoais, parte do corpo clínico da Santa Casa de Paranaíba pediu desligamento do único hospital público da cidade. A direção do hospital, no entanto, diz que os atendimentos à população não foram afetados.

Três profissionais plantonistas que atendem no Pronto Socorro pediram desligamento do hospital. Outros profissionais, como médico cardiologista e pediatra também estariam se desligando da unidade.

A informação foi confirmada pelo diretor técnico da Santa Casa, Claúdio Souza Santos, ao Jornal do Povo. Segundo o diretor, os três profissionais que atendiam no Pronto Socorro do Hospital não fazem mais parte da equipe clínica.

"No Pronto Socorro perdemos três profissionais. Uma passou na residência médica, outra se ausentou por problemas pessoais e o terceiro profissional se desligou alegando projetos pessoais. Perdemos três plantonistas", destacou. 

Profissional responsável pela consulta, diagnóstico, tratamento de doenças e disfunções ligadas ao sistema cardiovascular, o hospital está desde e início do ano sem médico cardiologista.

"Em relação ao cardiologista, estamos desde janeiro sem médico. Geralmente o atendimento é por meio do protocolo. Se tivéssemos cardiologista fariamos protocolo, medicação e solicitar vaga, nessa parte não teve mudança. Estamos dialogando com um especialista, há expectativa que venha para o município", disse.

A ala pediátrica da Santa Casa deve ficar sem duas profissionais a partir de julho.

"Na pediatria, as duas especialistas solicitaram desligamento do hospital a partir do mês que vem. Estamos em conversa com as profissionais sobre o que poderemos fazer a respeito da pediatria", destacou.

Por dia, são atendidas cerca de 200 pessoas no hospital, com apenas um médico plantonista no Pronto Socorro. A direção do hospital pediu a cessão de um médico da rede municipal para auxiliar nos atendimentos hospitalares, conforme destacou Claúdio Souza.

"Contamos com a ajuda da prefeitura na cedênciade um médico do posto de saúde para ficar fixo no Pronto Socorro. Para não penalizar os postos de saúde, o combinado foram os dias que os médicos iam fazer visitas e receitas eles seriam cedidos para a Santa Casa e nos outros, poderiam fazer o atendimento normal da população", finalizou.

A direção assegurou que não há estimativa de tempo para contratação de novos especialistas. Sobrecarga de atendimentos no hospital seria um dos impedimentos.

Acompanhe:

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de Cultura FM 106,3 - Paranaíba